Munição de fuzil é encontrada em esconderijo de fugitivos da Penitenciária de Mossoró

Polícia agora trabalha com a possibilidade de os fugitivos estarem fortemente armados. Foto: Reprodução.

Investigadores encontraram munição de fuzil no local onde os dois fugitivos da penitenciária de Mossoró passaram oito dias escondidos. As buscas por Deibson Cabral Nascimento e Rogério da Silva Mendonça completam 19 dias neste domingo 3.

O dono do local — que fica na zona rural de Baraúna, a cerca de 30 quilômetros do presídio — foi preso. Ele é suspeito de ter ajudado os criminosos.

De acordo com fontes envolvidas com a investigação, ainda não se sabe se a munição de fato pertence aos fugitivos. A presença do material, no entanto, acende um alerta na equipe de buscas. A polícia agora trabalha com a possibilidade de os fugitivos estarem fortemente armados.

Os dois integrantes da facção Comando Vermelho fugiram pela luminária que estava na cela, chamada pela perícia da Polícia Federal de “shaft de manutenção”, na madrugada do dia 14 de fevereiro.

Até agora, pelo menos seis pessoas supostamente ligadas à fuga foram presas. A Polícia Federal apura se outras pessoas da região estão dando cobertura aos criminosos.

As buscas pelos fugitivos contam, neste momento, com cerca de 600 policiais. São integrantes da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Penal e da Força Nacional que se somaram aos polícias locais.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública determinou o afastamento da então direção da Penitenciária Federal em Mossoró e escalou um interventor para comandar a gestão da unidade.

Além disso, a corregedoria da Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen) afastou três servidores que eram responsáveis pelas áreas de inteligência, segurança e administração do presídio.

Desde o dia 24 de fevereiro, o governo oferece recompensa de R$15 mil por informações que possam ajudar na recaptura dos foragidos.

Agora RN

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios detectado

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo. Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.