Tendência

RN gera 4.578 vagas de emprego em julho, aponta Caged

Os dados do Caged de julho foram  divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Ministério da Economia.

O Rio Grande do Norte teve resultado positivo na geração de empregos formais em julho deste ano. De acordo com relatório  do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referente ao mês passado, foram criadas 4.578 vagas com carteira assinada no Estado. Os setores que mais geraram empregos foram o de Serviços, com saldo de 1.378; e os da indústria, com 1.243 e da Agropecuária, com 1.189. A construção civil foi o único setor onde houve fechamento de postos de trabalho (156). 

Os dados do Caged de julho foram  divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Ministério da Economia.  No mês, foram 15.902 admissões e 11.324 desligamentos. O resultado é o melhor para o mês de julho, considerando a série histórica do Caged, iniciada em 2004. Os melhores saldos para o mês de julho tinham sido registrados em 2006 (+4.567); 2008 (+4.554) e 2004 (+4.035).


Análise feita pelo Caged para o acumulado do ano (de janeiro a julho de 2021) mostra que a geração de 16.804 vagas formais no RN. No período, foram 102.511 contratações e 85.707 desligamentos.   No mês, o RN teve o quinto melhor saldo de emprego entre os estados do Nordeste, sendo superado pelo Ceará (+13.420); Bahia (+11.373); Pernambuco (+8.931) e Maranhão (+4.844). O saldo de 4.578 vagas verificado em julho passado é 388,5% maior que o de julho do ano passado, quando RN gerou apenas 937 novos postos de trabalho. No comparativo com junho, houve leve queda de 2,69%.


No Brasil, o saldo foi de 316.580 novos trabalhadores contratados com carteira assinada em julho de 2021. O saldo é o resultado de um total de 1.656.182 admissões e 1.339.602 desligamentos. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) divulgado hoje (26) pelo Ministério do Trabalho, o salário médio de admissão caiu 1,25% na comparação com o mês anterior, situando-se em R$ 1.801,99.


No acumulado do ano, o país registra saldo de 1.848.304 empregos, decorrente de 11.255.025 admissões e de 9.406.721 desligamentos. O estoque nacional de empregos formais, que é a quantidade total de vínculos celetistas ativos, relativo a julho ficou em 41.211.272 vínculos, o que representa uma variação de 0,77% em relação ao estoque do mês anterior.

Foto: Adriano Abreu. TN

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios detectado

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo. Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.