Forró pode virar Patrimônio Cultural do Brasil

O pedido foi apresentado pela Associação Balaio do Nordeste e pelo Fórum Forró de Raiz da Paraíba recebendo, ainda, o consentimento, por meio de abaixo-assinado, de 423 forrozeiros de todo o país.

O Forró inicia processo de registro como Patrimônio Cultural do Brasil. O ritmo é um dos principais responsáveis por embalar o São João, um dos grandes atrativos turísticos do país, especialmente na região Nordeste.

O pedido foi apresentado pela Associação Balaio do Nordeste e pelo Fórum Forró de Raiz da Paraíba recebendo, ainda, o consentimento, por meio de abaixo-assinado, de 423 forrozeiros de todo o país. Com isso, o ritmo deve virar, em breve, Patrimônio Cultural do Brasil, já que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia vinculada ao Ministério do Turismo, concluiu na última quinta-feira (5) um etapa importante do processo para o tombamento do bem “Matrizes Tradicionais do Forró”. 

O aviso de intenção de registro foi publicado na quinta passada, abrindo prazo de 30 dias para manifestação. As manifestações podem ser enviadas para dpi@iphan.gov.br.

Concluído o prazo, o processo segue para votação do Conselho Consultivo do Patrimônio, previsto para 9 de dezembro.

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios detectado

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo. Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.