Tendências do mercado de trabalho para 2023

*Por Camila Rebelato, People Experience Manager da Juntos Somos Mais

O mercado de trabalho mudou muito nos últimos anos e continuará sendo alterado, já que os profissionais também estão mudando e se adaptando. Hoje vemos algumas características que há alguns anos não estavam tão em evidência, como a qualidade de vida. Os profissionais de hoje não querem mais apenas o salário, mas sim outros aspectos que considerem importantes, como bem-estar, autonomia e desenvolvimento.  

Dados de uma pesquisa do Institute for the Future (IFTF) apontam que 85% das profissões que existirão em 2030, ainda não foram inventadas. Isso só reforça o fluxo de mudanças recorrentes no mercado de trabalho, devido ao reflexo de uma nova geração de profissionais. Mas calma, para 2023 ainda seguem um padrão de mercado com foco em profissões já existentes. Listo abaixo alguns exemplos que identificamos como ponto chave para este ano. 

Gerações diferentes no mesmo escritório

De acordo com uma projeção da consultoria Ernst & Young em parceria com a plataforma de engajamento intergeracional Maturi, até 2040, 57% do quadro de profissionais brasileiros terá mais de 45 anos. Isso significa que será cada vez mais comum o trabalho multigeracional, ou seja, pessoas nascidas em diferentes gerações ocuparem o mesmo espaço em diversas áreas. O que enriquece muito a troca de experiência entre os colaboradores.

Benefícios continuarão sendo a base para atrair profissionais

Hoje somente um bom salário não é o suficiente para atrair e reter talentos. Os benefícios atuam em conjunto com remuneração e um ambiente agradável. Os profissionais buscam empresas que se preocupam com o bem-estar da equipe. Seguro de vida, seguro odontológico, plano de saúde e vale-refeição e/ou alimentação sempre são ótimos benefícios que as empresas não podem abrir mão. Outro ponto importante é em relação a licenças em caso de gravidez. Na Juntos Somos Mais oferecemos além da licença-maternidade, a licença parental, válida para casos de adoção ou guarda judicial e também para casais LGBTQIAP+, também são ótimos adicionais e vemos como faz diferença no dia a dia.  

Além disso, outros benefícios focados na qualidade de vida são bem-vindos, como academia, parceria com empresas ou plataformas de saúde mental, sessões de mindfulness ou outros tipos de terapia e meditação, auxílio home office e ergonomia, parceria com  empresa de viagem e até plano de saúde para os pets. Para termos uma ideia do impacto de alguns benefícios, segundo um levantamento da Mercer Marsh, agência de seguros, sobre o mercado de trabalho, 61% dos entrevistados colocam a saúde em primeiro lugar quando comparado a uma grande carreira ou concentração de dinheiro.  

Flexibilidade será ponto chave do relacionamento entre empresa e profissionais

A pandemia de Covid-19 mudou alguns aspectos do mercado de trabalho e a flexibilidade em relação a horário e local foi um deles. Uma pesquisa do Google revelou que 82% dos profissionais já estão em sistema híbrido definitivo e, 65% dos que trabalham em regime presencial trocariam de emprego se a proposta oferecesse híbrido. Isso demonstra que é necessário haver comunicação entre gestores e funcionários para que relações de confiança sejam estabelecidas e ambas as partes tenham satisfação. 

Nova geração, novas perspectivas de carreira

O levantamento estadunidense Career Interest Survey 2022 aponta que a Geração Z prioriza organizações que promovam um tratamento justo, independente do gênero, etnia, qualidade de vida e flexibilidade. Além disso, a pesquisa destaca que os Gen Z veem uma empresa com bons olhos quando existe a promoção de equilíbrio entre vida pessoal e trabalho. 

Senso de comunidade e pertencimento será cada vez mais comum 

Unindo todos os pontos levantados acima percebemos que a união entre times será cada vez mais vista em empresas. Boa parte dos profissionais precisa ver algum sentido naquilo que trabalham e formar comunidades pode ser a melhor saída. Uma ideia é estimular o trabalho em pequenas equipes, gerando comunicação e senso de pertencimento, facilitando a identificação dos profissionais com as tarefas diárias.  

O conjunto dessas, e outras tendências, podem melhorar vários aspectos dentro de uma empresa. É importante lembrar que cada profissional é valioso em um trabalho e, por isso, a comunicação deve ser sempre incentivada para que haja uma troca de ideias e, assim, impulsionar o mercado como um todo. 

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios detectado

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo. Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.